fbpx

DSP para pacientes

A DSP Biomedical® preza pela satisfação de seus clientes. Por isso, a empresa quer informar, de forma clara e objetiva, que é possível ganhar em qualidade de vida com o uso de produtos certos e o auxílio de profissionais especializados na área de implantologia. Confira nossa cartilha informativa e saiba detalhes sobre as inúmeras possibilidades de recuperar seu sorriso com o implantes dentários.

Confira as respostas para todas as suas dúvidas sobre implantes dentários.

Conceitos Gerais

Vamos fazer o melhor para recuperar o seu sorriso.

Implante dental é um parafuso, geralmente de titânio, usado para repor a raiz do
dente perdido. Este implante é parafusado no osso mandibular ou maxilar – ou até
mesmo no osso zigomático – e serve de base para próteses que substituem um ou mais dentes.

Após a instalação de um implante dentário, haverá um fenômeno biológico de
organização óssea ao seu redor. Este processo é chamado osseointegração.
Existem inúmeros fatores que participam deste fenômeno e que podem interferir
positiva ou negativamente: superfície do implante, qualidade e quantidade
óssea disponíveis, localização do procedimento na boca, tamanho e forma do
implante, número de implantes entre outros.

Os implantes dentários são usados para fixar próteses que tem a finalidade de repor dentes perdidos. Assim, os implantes dentários podem ser considerados como elementos de reposição de raízes dentárias perdidas.

O objetivo é tentar impedir o desgaste de outros elementos dentários para a execução de próteses fixas sobre dentes ou a utilização de prótese removíveis. Além disso, também proporcionam uma melhora da autoestima. Enfim, os implantes dentários vieram não somente para repor dentes perdidos, mas também para
atuar como agentes da melhora física e mental dos pacientes.

Os implantes têm taxas altas de sucesso e há relatos que avaliaram o seu desempenho ao longo de um período de mais de 35 anos. Os estudos mais
recentes indicam que 90% dos implantes colocados há dez anos ainda estão funcionais hoje.

O sucesso em longo prazo de implantes também depende muito da forma como eles são limpos e mantidos. Na maioria dos casos uma verificação
anual (clínica e radiográfica) é recomendada. Além disso, a escovação e o uso do fio dental de acordo com a recomendação do profissional são essenciais para a sua sobrevivência em longo prazo.

Dentes naturais estão rodeados pelo ligamento periodontal, que permite sensações de pressão a ser sentida quando mordemos e mastigamos. Como os implantes não estão rodeados pelo ligamento periodontal, a sensação de pressão pode não ser sentida exatamente da mesma forma que por dentes naturais.

Durante a cirurgia são usados anestésicos locais potentes para que nenhuma dor seja sentida durante a instalação dos implantes, minimizando o desconforto do procedimento.

Tratamentos

Vamos fazer o melhor para recuperar o seu sorriso.

Próteses fixas suportadas por implantes normalmente são confortáveis e trazem a sensação de dentes naturais.

Melhorar a estabilidade  das próteses removíveis  (overdenture).

Dentes vizinhos  saudáveis não precisam  ser preparados para servir  de suporte para próteses  fixas convencionais  sobre dentes.

Qual o tratamento para repor todos os dentes, usando implantes ou não?

protese-fixa

Prótese fixa

Há uma estrutura metálica conectada aos implantes que pode ser revestida por acrílico ou cerâmica. A quantidade de implantes varia muito e em alguns casos é possível colocar dentes individualmente.

Overdenture

Prótese removível retida por implantes para repor alguns ou todos dentes perdidos. Uma das vantagens deste material é que a coloração da cerâmica é esbranquiçada enquanto o titânio é metálica. Evidentemente que a cor mais próxima do natural é da cerâmica.

Prótese total

Conhecida como dentadura. Nesta modalidade não se usam implantes.

Quais são as opções de tratamento para repor dois ou mais dentes perdidos?

Neste caso também podem ser utilizados os implantes, que podem ser colocados nos espaços deixados pelos dentes extraídos (podem ser unidos ou unitários). As coroas vão ser fixadas sobre os implantes.

Dependendo da condição dos dentes adjacentes eles podem ser preparados para se realizar uma prótese fixa (ponte fixa). Esta prótese é cimentada sobre os dentes adjacentes que sustentam o dente perdido. Neste caso não são utilizados implantes. O desgaste dos dentes adjacentes, hoje, é considerado como desnecessário frente a possibilidade de instalação de implantes.

Vários dentes podem ser substituídos por uma prótese removível, em uma única peça.

Quais são as opções de tratamento para a substituição de um único dente?

Um implante pode ser colocado no espaço deixado pelo dente extraído. A coroa será fixada sobre o implante.

Dependendo da condição dos dentes adjacentes eles podem ser preparados para se realizar uma prótese fixa (ponte fixa). Esta prótese é cimentada sobre os dentes adjacentes que sustentam o dente perdido. Neste caso não são utilizados implantes. O desgaste dos dentes adjacentes, hoje, é considerado como desnecessário frente a possibilidade de instalação de um implante.

Um único dente pode também ser substituído por uma prótese removível. Este procedimento tem limitações de recomendação. Um único dente pode também ser substituído por uma prótese removível. Este procedimento tem limitações de recomendação.

Materiais

Vamos fazer o melhor para recuperar o seu sorriso.

Vários materiais podem osseointegrar, mas os implantes feitos de titânio são os mais usados. Implante de óxido de zircônia (coloração branca) tem sido estudado como mais um material para confecção de implantes.

Implantes metal free são implantes feitos de materiais que não contém metal, como as cerâmicas (óxido de zircônia). Uma das vantagens deste material é que a coloração da cerâmica é esbranquiçada enquanto o titânio é metálica. Evidentemente que a cor mais próxima do natural é da cerâmica.

Depois que o(os) implante(s) esteja(m) em condições de receber carga, pode ser colocada uma prótese sobre ele(s). Coroa unitária, suporte de prótese fixa múltipla, ou suporte de prótese removível. Próteses removíveis normalmente são feitas de uma estrutura metálica com áreas de contato com a gengiva em acríldo e dentes de resina. A utilização de implantes para auxiliar na retenção destas próteses pode ser uma alternativa. As próteses fixas (coroas unitárias e múltiplas sobre dentes) têm, normalmente, uma infraestrutura metálica com uma cobertura cerâmica – metalocerâmicas. Atualmente muitas próteses têm sido desenvolvidas apenas, praticamente, com materiais cerâmicos – metal free. Sobre os implantes, da mesma forma podemos utilizar combinações de metal com cerâmica ou ainda utilizar próteses metal free. Quando são executadas próteses totais suportadas por implantes, temos as próteses tipo protocolo que são executadas com uma infraestrura metálica e adequadas com gengivas e dentes em resina para recompor os tecidos reabsorvidos do paciente.

 

 

Implantes, doença periodontal e tabagismo

Vamos fazer o melhor para recuperar o seu sorriso.

Sim, pacientes com doença periodontal podem receber implantes. No entanto, é importante salientar que a periodontite (doença infectocontagiosa) que afeta os
dentes naturais restantes deve ser adequadamente tratada antes da colocação de implantes.  É importante saber que o risco de complicações com pacientes portadores de doenças periodontais é estatisticamente mais elevado.

Sim, os implantes podem ser uma opção adequada ao tratamento. No entanto antes de iniciar o tratamento com implantes é importante resolver as causas de sua doença periodontal.

doença periodontal que afeta os dentes naturais pode aumentar o risco de infecção em torno dos implantes dentários. Portanto, deve ser tratada antes da colocação do implante.

Doença peri-implantar pode ser comparada a doenças periodontais que afetam os dentes naturais. O quadro inflamatório infeccioso inicial da mucosa
(gengiva) em torno de um implante dentário é denominada mucosite peri-implantar.
Esta infecção pode ser reversível com o tratamento adequado. Se a infecção dos tecidos moles é acompanhada por perda de osso ao redor do implante,
a condição deve ser controlada pelo seu dentista.

Sim, fumar pode aumentar o risco de complicações, assim como aumenta o risco de periodontite em torno de dentes naturais. Parar de fumar é recomendado antes do tratamento com implantes, a fim de garantir um melhor tratamento.
No entanto, os implantes podem ser colocados com sucesso em uma alta porcentagem de pacientes que fumam.

Sim, fumar pode aumentar o risco de inflamação e da perda
de implantes e de osso. Portanto, parar de fumar é um passo importante para reduzir a perda óssea ao redor de implantes dentários e dos dentes naturais.

Possíveis complicações

Os profissionais de implantologia estão aptos a diminuir quaisquer riscos de complicações, que podem variar caso a caso:

Perda óssea pode ocorrer ao redor dos implantes. Check-ups regulares pode seu dentista irão assegurar que qualquer perda óssea mais extensa será diagnosticada e tratada.

Infecções ao redor de implantes resultam principalmente da falta de higiene oral. Para evitar infecções, os implantes devem ser limpos pelo seu dentista regularmente. Se você é um paciente que tenha doença periodontal, deve seguir um programa de terapia periodontal preventiva. A higiene oral adequada é prescrita pelo seu dentista e deve ser seguida criteriosamente.

Um implante pode ser perdido por diferentes razões, tais como infecção ou fratura e até mesmo quando a osseointegração não acontecer. Se uma destas situações ocorrer, normalmente é possível substituir um implante afetado por um novo.

 

As coroas de porcelana podem fraturar ou mesmo trincar e essas situações podem acontecer em implantes mais do que em dentes naturais. A fratura mecânica das próteses, parafusos ou o afrouxamento dos parafusos, ocorre muito raramente e é relatado em menos de 10% de pacientes com hábitos parafuncionais (bruxismo) ou oclusão instável, bem como com outros tipos de sobrecarga.

As coroas de porcelana podem fraturar ou mesmo trincar e essas situações podem acontecer em implantes mais do que em dentes naturais. A fratura mecânica das próteses, parafusos ou o afrouxamento dos parafusos, ocorre muito raramente e é relatado em menos de 10% de pacientes com hábitos parafuncionais (bruxismo) ou oclusão. instável, bem como com outros tipos de sobrecarga.